Love Cuca
Subscrever Texto
mail submit

Eu e as massagens, as massagens e eu!

Hoje falo-vos um pouco sobre massagens, uma técnica que me tem despertado cada vez mais interesse e onde tenho tentado aprofundar o meu conhecimento e compreender melhor toda a mecânica por detrás. E a verdade é que tem trazido muitos benefícios para a minha vida e para aqueles que me rodeiam.

A massagem foi, durante algum tempo, muito graças ao avanço da ciência e da tecnologia, um pouco ignorada. No entanto, a verdade é que hoje em dia as massagens, e outras terapêuticas naturais, têm sido muitíssimo procuradas pois vem dar resposta ao imenso stress da vida moderna.

É uma ferramenta muito útil para complementar outros tipos de tratamento. Por exemplo, no desporto, as massagens são uma grande ajuda, pois o relaxamento aumenta o rendimento dos atletas.

Traz, sem dúvida, muitas mudanças no nosso bem estar pessoal e diário, nem que seja simplesmente como um relaxante que nos ajuda a esquecer as preocupações do dia. O seu efeito é automático e mais do que visível.

Para as crianças, as massagem são um grande alívio – quem nunca fez massagens aos vossos bebés para aliviar as cólicas? – e podem, e devem, ser utilizadas como agente tranquilizador independentemente da idade.

É até interessante introduzir a técnica de massagem na educação dos nossos filhos desde pequeninos, para que estes valores nunca mais se separem vida fora, pois é algo muito benéfico, no qual se pode sempre recorrer.

É também uma forma de amor. O contacto físico é vital para o bem-estar pessoal em qualquer idade. Muitas vezes estamos tensos e nem nos apercebemos e isso interfere muito naquilo que somos e na maneira como agimos.

A massagem pode até funcionar como uma viagem até ao conhecimento de nós próprios e culminar num encontro em pleno equilíbrio e harmonia. E qualquer um pode aprendê-la pois é uma técnica totalmente instintiva. Tudo o que precisamos para uma massagem é de tempo, atenção, energia e sensibilidade.

Isto é algo que me interessa muito e que tenho vindo a aprender e a fazer cada dia mais. É uma forma de dar bem estar ao outro, uma forma de socializar ou dar atenção.

É muito interessante apercebermo-nos de que mudamos muito o outro com este pequeno gesto, que o ajudamos, o que o fazemos sentir melhor.

Outra forma lindíssima de dar algo de nós. E maravilhoso de se receber.

LOVE,
Cuca

partilhar
0